SAMBA ENREDO 1991
Presidente : Hélcio Aguiar
Carnavalesco : Cida Donato e Verônica Marinho
Enredo : Barracão, pregos, panos e paetês
Compositores : Capelo, Marcus do Cavaco e Edimar
Intérprete : Silvio Paulo
Grupo: B Colocação: 7º


Abro a cortina deste palco de ilusão
Reino da magia e da imaginação
Canto, comigo todo povo canta
E uma festa se levanta
Deste enredo que encanta
É prego, é pano, é paetê
Tudo começa pela mão do artesão
(No barracão)
Carpinteiro, serralheiro, escultor e vidraceiro
Trabalhando em mutirão

As costureiras, bordadeiras
Verdadeiras operárias da folia
Viverão lindas baianas, belas damas
Exibindo a fantasia

E já se tem a visão
Da total dimensão
Da futura alegria
Ver a escola passar
É se gratificar, é ser rei por um dia
E, do sonho a realidade
Quanta dificuldade
Para se superar
Mas força de vontade
É arma na verdade
Que faz o sonho se realizar

Entra, canta, gira, roda
Que o barracão agora é teu (todo teu)
Carnaval é minha moda
Todo ano o rei sou eu