SAMBA ENREDO 1987
Presidente : Hélcio Aguiar
Carnavalesco : José Eugênio
Enredo : Tradição de uma raça
Compositores : José Eugênio e Ormindo
Intérprete : Abílio Martins
Grupo: A Colocação: 5º


Vou abrir
Nesta avenida o meu coração
Lembrar dos vales e dos rios
Pedaços coloridos de recordação
Eu sei nem sempre vale o escrito
São leis que vivem em conflito com a realidade
Mas não há revolta em meu peito
E nele eu guardo com respeito
Crenças de uma raça milenar

Ora, iê, iê, ô, mamãe Oxum
A Lua brilha em teu louvor
Clareia o meu sonho de amor

Numa transversal desta história
A vida tece os seus descaminhos
Vento forte é tempestade
Palmares, um clamor de liberdade
Ô ô Ogum, a tua força vou buscar até morrer
Na fé de Oxalá a vida ganha outro matiz
Verdades vão raiar
Odoyá mãe Yemanjá

O mar serenou, serenou
Rosas brancas eu vou ofertar
Os meus versos nas ondas vagueiam
São oferendas pra Yemanjá