Nome:Sociedade Recreativa e Carnavalesca Arranco
Fundação: 31/12/1948
Fundador:Sr. Oscar Alves de Azevedo (falecido em 1994)
Cores:Azul e Branco

Nos idos de 50, havia um bloco carnavalesco no subúrbio do Engenho de Dentro que por onde passava, empolgava e atraia muita gente. Era um Bloco de sujos, que desfilava no subúrbio Onde o Bloco passava "arrancava" as pessoas de suas casas e era uma grande festa quando esse Bloco passava. É por esse motivo que ficou decidido que o nome da nova agremiação seria Sociedade Recreativa e Carnavalesca ARRANCO.

O primeiro desfile do antigo bloco de sujos, Sociedade Recreativa Carnavalesca Arranco, foi organizado em 1965 (antes o Bloco desfilava pelas ruas do Engenho de Dentro) na Praça Onze, passando a desfilar no primeiro grupo da Federação dos Blocos Carnavalescos da Cidade do Rio de Janeiro até a sua transformação em Escola de samba. Onde o Bloco passava "arrancava" as pessoas de suas casas e era feita uma grande festa. O Sr. Oscar Alves de Azevedo (falecido em 1994) foi fundador do bloco, que surgiu em 31/12/1948.

Tendo como sua Madrinha a vitoriosa PORTELA


 Nome:Grêmio Recreativo Escola de Samba Arranco
Fundação: 21/03/1973
Fundadores:
Carlos Pertusier F. da Silva Sebastião Pereira Luiz Carlos P. Maciel
Reinaldinho F. Martins Walter José da Silva Eros Mendes
Hélcio Guimarães Costa Walmir da Costa Neves
In Memória
Hélcio de AguiarJoubert Albuquerque NascimentoJocelyn Freitas Reis
Claudir de AndradeOscar Alves de AzevedoDjalma Ayres de Lima
Aynarim Alves da Costa
Lema: "Na ilusão desta Avenida, o Arranco é todo amor!"
Filiação: AESCRJ

Em 21 de março de 1973, o bloco se transformou em Escola de Samba. A imprensa não gostou da atitude dos dirigentes em transformar o famoso Bloco em Escola de Samba. Muitas pessoas diziam que essa transformação não seria uma boa para a Agremiação.

A vitoriosa Portela foi convidada a se manter como madrinha do Arranco. Como a cores da Portela é azul e branca, o Arranco adotou como símbolo o Falcão, "primo" da Águia, que é o símbolo da Portela. Em 1978, participou do desfile principal, retornando em 1989, com a responsabilidade de abrir o desfile com o enredo. "Quem vai querer".

O Arranco tem como lema:


" Na ilusão desta Avenida, o Arranco é todo amor! "